10 coisas que não podem faltar num Festival



10 coisas que não podem faltar num festival

 

Está aí a temporada de festivais de verão. O NOS Primavera Sound já foi. O Rock In Rio já arrancou. E daqui para a frente a mala está sempre feita. Para que nunca falte nada, deixamos um guia essencial de bens essenciais a ter sempre por perto.

 

Bilhete

Sem ele, nada feito. Há muitos festivais e dias esgotados, mas há outros tantos ainda com disponibilidade. Os preços dos festivais portugueses ainda são inferiores à média europeia e os cartazes diferentes e apelativos. Não falta por onde escolher.

 

Vacinas

A COVID-19 ainda não se foi embora e as grandes concentrações de pessoas são propícias à propagação de vírus. Ter as vacinas em dia não te impede de contrair COVID-19, mas diminui os potenciais efeitos. E ao estares vacinado, proteges-te a ti e aos outros.

 

Dinheiro vivo

Felizmente, muitos espaços comerciais já aceitam MBway, além de Multibanco, mas há sempre excepções. Andar com dinheiro vivo na carteira, além dos cartões, é sempre mais seguro. Até porque é frequente as redes falharem momentaneamente. As filas para levantar dinheiro nos festivais também costumam ser longas, por isso o melhor mesmo é ir à caixa mais próxima de casa.

 

Copo reutilizável

Os copos descartáveis de utilização única já eram. Os copos reutilizáveis vieram para ficar e não são apenas uma tendência: diminuem drasticamente a produção de lixo num festival e o planeta agradece. Ter o copo cheio é bom para refrescar. A bebida fica ao critério de cada um, mas é importante ir bebendo água para hidratar.

 

Power Bank

A par do telemóvel, claro. Além de viveres o festival, queres contar uma história no Instagram e ligar no refrão do Re-Tratamento dos Da Weasel? Então é melhor trazeres a Power Bank na mala e carregar o telefone porque vais gastar muita bateria e as noites longas começam de dia.

 

Óculos escuros

Um clássico inevitável da estação. Ficam sempre bem e protegem os olhos da radiação ultra-violeta. Dos mais tradicionais às linhas vanguardistas, coloridas ou extravagantes, um par de óculos escuros é indispensável para enfrentar o verão e sobreviver num festival.

 

Tampões para os ouvidos

A música ao vivo quer-se alta. Se for para muita gente, mais volume se pede, mas cuidado. Se já ouves ruído depois de um concerto e queres proteger os ouvidos de perda de audição, há tampões confortáveis para os ouvidos, que suprimem os níveis mais elevados de ruído. E podes continuar a ouvir o concerto e a comentar a seguir, sem perder palavra. Daqui a não muitos anos, agradece.

 

Vontade de descobrir

Tanta música para conhecer, tão pouco tempo para ouvir. Também é para isso que os festivais servem. Para descobrires o que ainda não conheces, dares uma oportunidade àquela banda da qual ouviste falar mas nunca chegaste a procurar no Spotify ou simplesmente seres surpreendido quando até ias parar para jantar.

 

Amigos

Os festivais não existem apenas em palco. Música é partilha, sentimento e reflexão, e os festivais são o pretexto ideal para o reencontro com muitos daqueles de quem gostamos, e comungarmos de algo quase tão vital como a água que bebemos. Depois de dois anos de restrições, está na altura de voltarmos a estar juntos.

 

Um ponto estratégico

Para combinar com amigos, namorada ou namorado, claro. Já toda a gente se perdeu pelo menos uma vez num festival, quando estava sem bateria. Um filme. Como evitar desencontros indesejados às 2 da manhã? Pré-definindo um ponto estratégico de encontro. E assim, se alguém desaparecer de vista já sabe onde ir ter.

 

Agora que já sabem as 10 coisas que não podem faltar num festival, podem comprar os vossos bilhetes em: https://www.seetickets.com/pt

 

Não há comentários

Comentários estão fechados