Rodas no asfalto, pé na areia



Festival A Estrada: Rodas no asfalto, pé na areia

A multiplicação de festivais é-o também ao nível das tipologias. A esmagadora maioria tem uma só morada, mas outros há que não têm medo de andar com a mala às costas. É o caso do Festival A Estrada que se realiza de 9 a 13 de agosto, entre a Aldeia de São Francisco da Serra e a Costa de Santo André, no concelho de Santiago do Cacém, ao longo da estrada municipal 544 e suas ramificações.

Depois da “muito bem-sucedida primeira edição”, em 2021, que valeu o prémio de Best New Festival – National Winner nos Iberian Festival Awards, a segunda edição propōe-se a consolidar “a proposta do ano passado”, com a ambição de “chegar a novos públicos”. O festival oferece  “uma programação cultural transdisciplinar e itinerante, estruturada em vários palcos integrados na paisagem e no ambiente dos lugares que os acolhem”, evidenciando “o potencial da região associado ao turismo de natureza, à sua maravilhosa costa, ao binómio campo-praia, aos produtos da gastronomia local e à qualidade das suas gentes, das suas tradições e da sua cultura”.

A festa começa na aldeia de São Francisco da Serra a 9 e 10 de agosto. Ali irão acontecer concertos de Eduardo Paniagua Ensemble (Espanha); Celina da Piedade; Cante Alentejano do Grupo Coral da Mina de São Domingos; Puuluup (Estónia); Luís Trigacheiro e Miguel Vargas. Em ambos dois dias haverá uma caminhada meditativa, uma prova de vinho musicada na Herdade do Cebolal, uma mostra de vídeo da Música Portuguesa a Gostar Dela Própria e um espetáculo de teatro físico.

A estação seguinte é o lugar de Farrobo a 11 de agosto. Actuam Bonny Bonnie & The Rockie Mountains e de Groovin’ Train. Do programa, também fazem parte uma visita ao Lagar do Parral, em Santa Cruz, uma prova de azeite musicada, uma sessão de open mic, uma conversa, e a exibição de uma curta e de uma longa. No dia 12, o festival muda-se para Monte do Paio, na Lagoa de Santo André, e recebe concertos de Vítor Rua e Meta, assim como DJ sets de Xinobi e Xoices.

Os últimos quilómetros são percorridos até à Costa de Santo André. O festival acaba no dia 13 ao som dos concertos de Dunia Lobo e Bandua: DJ sets de Tempura, Venga Venga e Vitor Belanciano. Todas as manhãs haverá aulas de “Alente(y)joga”, isto é, “ioga do Alentejo”, no Palco Floresta.

 

BILHETES À VENDA EM: https://www.seetickets.com/pt/tour/festival-a-estrada-2022

Não há comentários

Comentários estão fechados